terça-feira, 16 de agosto de 2011

Dicionário da Maçonaria "P"

P

Padrinho – Assim é chamado, pelo Candidato, o Maçom que o apresenta a uma Loja, para ser Iniciado, ou Maçom responsável por um Lowton.

Painel – Quadro onde estão gravadas figuras alegóricas, que servem de instrução a cada Grau.

Palavras – São vocábulos que caracterizam Graus ou Funções em todos os Ritos como: “Palavra de Passe, Palavra Semestral, Palavra Sagrada, Palavra de Reconhecimento” e muitas outras.

Palavra de Ordem – É aquela que é dada periodicamente em Altos Graus.

Palavra Misteriosa – Palavra para identificação em alguns Altos Graus.

Palavra Semestral – Palavra concedida pelo Grão-Mestre às Lojas, cada seis meses, que é passada de modo especial a todos os membros da mesma, para poder provar sua freqüência. (Ver Cadeia de União).

Pão - É o alimento do corpo, aparece em alguns Graus Filosóficos do R\E\A\A\.

Paramento – Nas Lojas são: “o Livro da Lei, o Compasso e o Esquadro”. Para o Maçom são as suas alfaias. Passagem – (Ver Interstícios).

Passos – Cada Grau tem seus “passos misteriosos”: sinais, toques e palavras para identificação.

Past-Master – Ex-Venerável de uma Loja. È o nome dado ao primeiro Grau do Rito de York, depois do Grau de Mestre.

Patente – Diploma que se concede aos Irmãos, que chegam aos Graus “30, 31, 32 e 33”.

Pátria - A Maçonaria respeita a nacionalidade de cada um dos seus membros, embora seja internacional.

Patrono – A Ordem respeita a antiga prática de adoção de um Santo Patrono, para cada corporação assim como, São João é o Patrono da Maçonaria, como ainda é admitida hoje.

Pavão - Vaidade.

Pavimento de Mosaico – É formado de ladrilhos quadrados, brancos e pretos, e simboliza a estreita união que deve existir entre todos os Maçons, apesar da diferença de nacionalidade, credo e opiniões.

Paz – Doutrina Maçônica que contraria toda e qualquer espécie de violência.

Peça de Arquitetura – Discurso, relato, ou trabalho escrito, lido dentro de um Templo.

Pedra Angular – É o começo das construções, princípio sobre o qual descansa a Ordem.

Pedra Bruta – Imperfeição, pedra na qual se exercitam os AApr\.

Pedra Chata – Moeda de ouro, prata, cobre, níquel ou papel.

Pedra Cúbica – Pedra sobre a qual se exercitam os Companheiros.

Pedra Filosofal – Foi e será sempre o ideal de todos, para que se viva bem com saúde e completa felicidade.

Pedra Polida – Ata dos trabalhos de uma Loja, pedra trabalhada pelos Mestres.

Pedra Angular - Amor fraternal. Pedra fundamental de um Templo.

Pelicano - É o principal símbolo do Grau “18” , como representação do sacrifício por ter sido considerado como a ave, que alimentava seus filhotes com a carne de seu próprio peito, caridade.

Pena de Morte – No passado à pena de morte existia, para todos os traidores em geral, hoje a Ordem Maçônica não possui em sua legislação a tal penalidade.

Pentáculo – Estrela de cinco pontas, formando no centro um pentágono. (Ver Estrela de Cinco Pontas).

Pentágono – Figura geométrica de cinco lados iguais, usada na jóia do Grau “32” do R\E\A\A\.(Ver Estrela Flamejante ou Resplandecente).

Pentalfa - Paz, amizade fraternal. (Ver Estrela de cinco pontas).

Perfeição – É o Grau de Excelência a que pode chegar uma coisa.

Perfume – Data da mais remota antiguidade o uso do perfume. Os egípcios foram os primeiros a usarem os aromas, para os ofícios aos deuses.

Perpendicular - Igualdade, retidão.

Perpétuas - Probidade.

Peristilo – Frente ou entrada de um Templo.

Personalidades – O homem tem três personalidades: a divina, a racional e a irracional.

Phoenix - (Ver Fênix).

Pilares – No sentido figurado são cincos em uma Loja: o Ven\, os Vigilantes, o Orador e o Secretário.

Pinças – Espivitador (peça de apagar velas).

Pincel – A pena de escrever para os Maçons.

Pirâmide – Monumento de pedra, que tem a forma triangular, mas pode haver mais de três faces.

Placet - É o documento dado por uma Loja, através do qual, declara que um Irmão se desligou do seu Quadro.

Plenitude dos Direitos Maçônicos – Diz-se do Maçom que é Exaltado ao Grau “3” de qualquer Rito conhecido.

Polir – Escrever, redigir. (Ver Buril).

Pontos Cardeais – Assim são chamados os quatros lados de um Templo Maçônico.

Pontos Geométricos - Perfeição, regularidade.

Pomba - Símbolo da paz. Foi a ave que “Noé” soltou após o dilúvio e, que voltou com um “ramo de oliveira”, anunciando que as águas haviam desaparecido da superfície da terra.

Pórtico – Duas ou mais “Colunas” encimadas por um delta, ou trave que se põe na entrada de um Templo.

Pórtico do Templo – Sala que precede à “Sala dos Passos Perdidos”.

Potência – Maçonicamente é o Órgão Soberano, que governa um conjunto indeterminado de Lojas Simbólicas, ou de Corpos Filosóficos.

Prancha – Carta, ofício, ou qualquer comunicado escrito Maçônico.

Prancha a Traçar – Papel de carta em branco.

Profano – Todo e qualquer indivíduo não Maçom.

Prova da Água – Uma das “provas” a que se submetem os Iniciados, para poderem receber as Instruções Maçônicas.

Prova da Terra – É a primeira “prova” por que passa o Candidato, para lembrar-lhe entre outras coisas, que somos mortais, e os compromissos que vai assumir para com a Ordem.

Prova de Fogo – “Prova” por que passaram os Iniciados, para se tornarem aptos a ingressar na Maçonaria, uma das formas de purificação simbólica.

Prova do Ar – È a que é submetido o Iniciado, na primeira das três viagens que faz durante a Iniciação.

Punhal – Em Maçonaria lembra ao Candidato que, deve se enfrentar, de todas as maneiras, as dificuldades da vida. Lembra ainda a vingança.

Purificação - Em Maçonaria lembra que o Maçom deve tirar de si todo o sentimento do mal.

Purificar – Fazer passar pelas “provas” da Iniciação: terra, ar, água e fogo.

Púrpura - Dignidade de mando e jurisdição.

Preto - Tristeza, morte, circunspeção.

Prova do Ar – Prova com ruídos e sons de fenômenos da natureza, que modernamente nos chama a atenção para as dificuldades que o homem tem de enfrentar.

Prumo – (Ver Perpendicular).


*
*    *

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário